Mario Salvador
Psicólogo clínico e psicoterapeuta, treinador de Brainspotting, treinador e supervisor de Psicoterapia Integrativa-Relacional pela IIPA, treinador e supervisor de Análise Transacional e terapeuta certificado e supervisor de EMDR. Escreveu e publicou vários artigos na área de relacionamento terapêutico, presença terapêutica e neurobiologia do trauma. Foi conferencista e apresentador em diversos congressos de psicoterapia. Membro fundador da Diretoria da Associação Internacional de Psicoterapia Integrativa e membro da Comissão de Standards e Certificação desta, delegado espanhol na Associação Europeia de Análise Transacional e atual vice-presidente da Associação Espanhola de Brainspotting.

PRESENÇA TERAPÊUTICA E ATENÇÃO COMO BOLHA DE CURA
Nesta conferência será apresentada a relevância da Presença do Terapeuta em Psicoterapia e sua influência na promoção da autocura que acontece com o Brainspotting. Vamos cobrir como os laços no início da vida influenciam a dinâmica da bioquímica do cérebro e como, quando há falhas no apego, torna-se uma questão de sobrevivência. No entanto, o vínculo seguro com um carinho presente e carinhoso a figura é um fator de saúde, crescimento e cura. O terapeuta, presente e vazio, fornece uma estrutura para a sintonia relacional criando um “ambiente de apoio” nos termos de Winnicott, o que facilita o cérebro do cliente a entrar em seu modo de autocura e transformação. Essa estrutura cria uma “Bolha de Cura”, na qual a capacidade do terapeuta de estar presente facilita a capacidade do próprio cliente de estar presente em sua experiência: é o Objetor compassivo que testemunha a Experiência I. O principal recurso por excelência é a presença como fator de cura. Algumas indicações também são propostas para o terapeuta desenvolver sua capacidade de presença.

You need to login to view the rest of the content. Please . Not a Member? Join Us